Erros comuns em campanhas de Branding

Presença de marca é algo extremamente importante para qualquer empresa, mas algumas empresas ignoram esse detalhe, acham que ter um produto de qualidade é o suficiente para garantir o sucesso do seu negócio.

Grande erro. Do que adianta ter o melhor produto do mundo, se as pessoas não sabem que ele existe? Ter uma marca forte e presente no mercado demonstra que você faz diferente dos outros que oferecem o mesmo produto ou serviço que o seu.

 

Utilizar uma identidade corporativo ineficaz

O ponto principal de uma empresa é seu logotipo. O design do logotipo traz elementos que representam o seu negócio e trás a imagem que sua empresa quer passar ao público. Sua identidade tem eu ser relevante e especial. Ela deve transmitir a visão, os valores e a principalmente a personalidade da sua empresa.

 

Fazer o mesmo

Há casos em que as empresas fazem o que a maioria dos seus concorrentes faz e acabam não se diferenciando no mercado.

Para construir bem sua marca e conquistar a credibilidade do mercado, você tem que diferenciar sua empresa das outras em campo. Você pode oferecer o mesmo produto ou serviço, mas é importante oferecer aos clientes uma abordagem diferente. Sua empresa não é igual a do seu concorrente, você possui diferencial e seu diferencial deve ficar claro para o seu público-alvo através de sua campanha. E, se feita de forma eficaz, à diferenciação vai ajudar a sua marca a se posicionar na mente de clientes potenciais.

 

Ter um site mal projetado

O site da empresa é o passo chave para penetração na Internet.  Todo mundo sabe que para ter uma boa presença online é fundamental ter um bom site. Portanto, você deve ter um site de fácil navegação, atraente, bem escrito e que possa ser encontrado na web sem dificuldades – é crucial ter uma estratégia de SEO. Um site pode servir de ferramenta para atingir tanto seu público local, como global.

Não entender seus clientes

Em qualquer setor, entender seu público é muito importante. Você deve saber quem são quais os seus desejos e necessidades, preferências e comportamentos. Tendo conhecimento destas informações, o trabalho de se comunicar com seus clientes fica mais fácil. Você saberá exatamente o que fazer para obter a atenção deles e como leva-los a escolher a sua marca.

 

Falta de monitoramento da campanha de branding

Pesquise. Descubra como o mercado percebe sua marca. Em seguida, meça sua campanha de branding para ver seus pontos fortes e pontos fracos. Daí você saberá de pontos que você precisa melhorar e pontos que você pode fortalecer através de sua campanha.

 

Falta de atenção aos clientes já existentes

Na corrida para conquista de novos clientes, os clientes atuais acabam sendo deixados de lado. Faça seus clientes se sentirem valorizados e mantenha um bom relacionamento com eles.

 

Fonte: http: www.vicentesampaio.com.br

Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start writing!

11 Técnicas de SEO para triplicar as visitas do seu site

 

Para ter resultados com SEO é preciso conhecer as técnicas que funcionam, mas mais do que isso você precisa colocar em prática. Nesse meio existe muito achismo. Muitas pessoas compartilham coisas que nunca testaram e que muitas vezes nem dão tão certo.

Nesse post eu compilei algumas técnicas de SEO que acredito que sejam essenciais para você implementar hoje e começar a aumentar seus resultados em tráfego.

1. Consiga links poderosos no Wikipédia

Obter links no Wikipédia pode parecer algo fora de realidade para a maior parte das pessoas comuns, mas vamos tentar tornar as coisas mais fáceis nesse post.

Ter links do Wikipédia apontando para o seu site tem muitas vantagens: fonte de tráfego, autoridade (sim, mesmo sendo nofollow) e pode ser escalável se você tiver tempo suficientemente livre para fazer isso constantemente.

Para encontrar links quebrados no Wikipédia para você substituir pelos seus, você precisa fazer uma garimpagem na página do assunto que você quer colocar o seu link até encontrar um link quebrado.

Beleza encontrou o link quebrado, e agora?

Agora você irá colocar o link quebrado no site https://archive.org/web/ e analisar o conteúdo antigo que estava naquela página.

Daí basta fazer um conteúdo bem parecido com o original e jogar o link no Wikipédia solicitando a alteração, afirmando que o antigo link estava quebrado e que você está sugerindo um link novo e funcionando 100%.

Mais fácil que tabuada de 1, não é mesmo?!

2. Copie anúncios do Adwords e crie posts com títulos persuasivos

Quem trabalha com Google Adwords provavelmente já conhece isso. Se não conhece, fica sabendo agora. Por outro lado, a comunidade do SEO muitas vezes deixa passar essas oportunidades.

Uma boa copy pode literalmente roubar o tráfego dos seus concorrentes que estão mais bem posicionados.

Quem anuncia no Adwords faz dezenas de testes com títulos e descrições diferentes com objetivo de converter cada vez mais, por isso nós iremos copiar esses anúncios para criar posts e chamadas atrativas.

Com esse exemplo acima, podemos criar várias chamadas interessantes para um texto.

Título: Promoção Óculos Ray Ban Oficial

Descrição: Conheça a linha completa de óculos como novos e exclusivos modelos.  Entrega em todo Brasil em até 10x. Confira já.

Se você está sem ideia de títulos persuasivos, essa é uma sacada ninja pra você começar a implementar hoje.

3.  Conteúdos épicos

Vamos ser sinceros. A maior parte do conteúdo disponível na internet é muito fraco. Conteúdos épicos se destacam na multidão.

Claro que o conteúdo por si só não vai te deixar na primeira posição. Não estou falando isso. Preste muita atenção agora.

Com conteúdos bons e voltados para os benefícios do visitante, você provavelmente vai ganhar compartilhamentos em redes sociais e isso irá lhe trazer mais tráfego.

Não adianta escrever conteúdos vazios só para ter posts com frequência no seu blog. É mais vantajoso ter 1 conteúdo sensacional por mês do que 5 mais ou menos.

 

Crie conteúdos com o máximo de conhecimento que você tem, pesquisando em várias fontes e entregue algo novo no seu segmento. Eu sei que parece aquele papo clichê de “conteúdo é rei”, mas um conteúdo diferente vai fazer você se destacar dos demais. Ou você quer ser só mais um?

4. Link sites de autoridade

Essa é uma das coisas que as pessoas têm muito medo de fazer, principalmente iniciantes em SEO.

Muitos acham que linkar outros sites vai fazê-los perder visitantes e relevância, mas é exatamente o contrário.

Explico.

Em 2003, o Google fez uma atualização no seu algoritmo dando relevância para links externos. Esse foi o algoritmo chamado Hilltop.

A ideia é muito simples. A grosso modo, se você linka um site de autoridade, você está apontando para um site de confiança, logo seu site é confiável. Deu pra entender? É como se você estivesse indicando um excelente profissional na sua área e recebendo um agradecimento por isso.

Dessa forma, o Google aumenta a relevância do seu site e o site linkado vai ver que você o linkou através do Google Analytics. Claro que o proprietário do site só vai saber do seu link se ele acompanhar o Analytics. E claro, se o site for muito grande, talvez ele não veja seu link e passe despercebido. Mas levando em consideração que ele veja seu link, essa é uma excelente forma dele linkar para você novamente e até de firmar uma parceria. Acredite, isso acontece.

5. Passe relevância para páginas mal posicionadas

Existe uma frase que diz o seguinte:

“A segunda página do Google é um excelente lugar para esconder um corpo.”

É claro que é um exagero, apesar de sabermos que poucos usuários visitam a segunda página do Google quando querem encontrar alguma coisa.

Mas a verdade é que a segunda e terceira páginas podem ser minas de ouro.

Passo 1: Use o Webmaster Tools para encontrar suas páginas que estão na segunda e terceira página.

Vá até Tráfego de pesquisa > Search Analytics

Marque opção “posição” para encontrar as palavras pela posição no Google.

Agora filtre por posição:

Agora procure pelas posições 11 a 30. São as palavras que estão na segunda e terceira páginas do Google. No nosso caso achamos “como ganhar dinheiro extra” na 16ª posição e nos gerou 386 impressões por mês.

 

Olhando no Planejador de Palavras-chave, parece ser uma palavra interessante de se trabalhar:

Passo 2: Identifique as páginas de maior autoridade no seu site

Agora você precisa descobrir quais páginas possuem maior relevância.

Vá no site Ahrefs e coloque a URL do seu site:

Agora vá em Top Pages para encontrar as páginas com maior autoridade:

 

 

 

 

 

 

 

 

A ferramenta irá mostrar as páginas com mais autoridade do seu site:

Passo 3: Vá até essas páginas e insira links para as páginas que precisa ranquear

Agora entre nessas páginas e coloque links para as páginas que você encontrou no Webmaster Tools, assim essas páginas vão subir no ranking.

6. Escreva mini postagens nas descrições do YouTube

O YouTube é uma excelente ferramenta de busca e por isso você precisa estar lá. Uma dica simples para ser encontrado com mais facilidade é escrever textos com mais de 200 palavras nas descrições.

Isso é muito poderoso para ranquear vídeos.

Lembre-se de sempre colocar palavras-chaves relacionadas com o temo que queira posicionar. Use sempre palavras de cauda longa também.

Dessa forma meu site aparece bem posicionado para um termo bem interessante:

7. Use palavras de cauda longa nos seus títulos

Um dos grandes erros é colocar no título apenas a palavra-chave exata que se quer ranquear.

Por exemplo: se alguém quer posicionar uma página para o termo “como posicionar um site”, provavelmente essa pessoa vai colocar o título “Como posicionar um site”. Mas isso é uma perda enorme de oportunidades.

Veja o que você deve fazer:

Eu queria posicionar meu site para um termo como “Colocar site no Google”. É um termo bem amplo, concorda? Se eu criasse um texto com o título “Colocar site no Google” eu estaria perdendo milhares de oportunidades de ser encontrado.

Por isso optamos em trabalhar com um título mais extenso, englobando mais palavras. Dessa forma o título ficou “Como colocar meu site na primeira página do Google”, o que retornou buscar para as mais variadas combinações de palavras que os usuários digitam.

 

 

 

8. Encontre ideias para artigos no Wikipédia

Quer encontrar ideias para novos artigos no seu blog? Ah, já sei! Vai procurar no Planejador de palavras-chave do Google.

Nops! Errado.

O Planejador do Google é muito limitado pra isso. Que tal usar o Wikipédia para te dar ideias que nem seus concorrentes imaginam?

Fomos ao Wiki, digitamos “dengue” pra gente ter como exemplo:

Veja a quantidade de assuntos que você pode abordar sobre o tema pesquisado. Sem contar com a parte de referências, que é um achado de assuntos relacionados e extremamente relevantes.

9. Faça conteúdos com pelo menos 1.000 palavras

Conteúdos longos dominam.

Um estudo da Serpiq mostrou que os TOP 10 resultados do Google tendem a ter mais de 1.000 palavras em seus conteúdos.

Primeiro de tudo, parece que o Google gosta de priorizar conteúdos densos. Eu sei que existem páginas sem conteúdo na primeira posição do Google, mas essa talvez seja a exceção que confirma a regra.

Outro motivo de criar conteúdos extensos é que eles geram mais empatia. Pessoas gostam de conteúdos profundos (se tiver qualidade, claro) e ficam gratas por isso. Dificilmente um conteúdo de 300 palavras vai despertar algum sentimento no visitante.

10. Dê prioridade ao primeiro link

Entenda, se você tem 2 ou mais links em uma página apontando para a mesma página, qual dos links o Google vai dar prioridade? Os dois?

Errado.

O Google prioriza o primeiro link da página que está apontando para a mesma página. Por exemplo:

Uma página tem 2 links, o primeiro com o texto âncora “clique aqui” e o segundo “comprar jóias online”, ambos apontando para a mesma página, a www.joias.com/comprar-joias.

O Google vai dar prioridade ao primeiro link, o “clique aqui”. E qual palavra é mais interessante? Provavelmente o termo “comprar jóias online”, não é?

Nesse caso, o ideal é inverter a ordem dos textos e colocar a palavra que você quer priorizar primeiro. Combinado?

11. Invente palavras

É bem isso mesmo. Você vai criar palavras que não existem.

Não necessariamente novas palavras, mas combinações diferentes.

Dessa forma você está criando uma marca original, assim você automaticamente já fica bem posicionado para esse termo. Quando as pessoas começarem a citar a palavra que você criou, você vai estar nas primeiras posições.

Quando for criar suas próprias técnicas, lembre-se de dar um nome original para ser lembrado e citado por outros sites.

 

 

Fonte: http://www.vicentesampaio.com.br/seo/tecnicas-aumentar-visitas/

5 razões para investir em marketing digital e aumentar as vendas

Marketing Digital, ou Marketing Online, é um conjunto de estratégias de marketing voltadas para o ambiente virtual. Sua importância vem aumentando nos últimos anos pela adesão dos consumidores a esse universo de possibilidades, em que a informação sobre produtos e serviços está na palma da mão.

Listamos 5 razões para investir em marketing digital e aumentar as vendas do seu negócio. Confira!

Ao contrário do marketing tradicional, que precisa de altos investimentos e tem limite de geolocalização, o marketing digital vem proporcionando que qualquer empresa, seja ela de grande ou pequeno porte, possa quebrar barreiras geográficas e atingir um público muito maior.

Vamos conhecer agora as 5 razões para investir no marketing digital e aumentar suas vendas:
1- Mudança do comportamento do consumidor

Antes quando o consumidor queria comprar, saía de casa e ia até várias lojas até decidir onde consumir, hoje, ele simplesmente pega o computador ou seu smartphone e faz uma pequena busca na internet. Não demora muito até ser listada diversas empresas (que investiram em marketing digital) nas quais ele pode obter o produto ou serviço que deseja.

Segmentação, alcance e mensuração de resultados são alguns dos benefícios de se investir em marketing digital. Essa estratégia é uma ótima saída para a empresa passar por esse período de crise e ainda aumentar o faturamento.

2 – Consumidores conectados

De acordo com o relatório We Are Social 2015os brasileiros passam 5h26 conectados a desktops e tablets e ainda 3h47 aos smartphones. Somando os diversos dispositivos usados, passamos mais de 1/3 do dia ligados à internet.

Isso significa muito mais do que as 4h31 dedicadas à televisão, tornando a internet o principal canal de comunicação com o seu público, lembrando que, ao investir em marketing digital, você estará lá todo o tempo, o que não acontece num comercial de TV, por exemplo.

3 – Comunicação rápida e direta

Já parou para pensar quanto tempo leva até uma campanha de marketing off-line ser produzida? São muitos dias para produzir outdoors, VTs ou um brinde. Porém, investindo em marketing digital, bastam algumas horas para a campanha que você idealizou seja iniciada e comece a apresentar os resultados.

Atualmente são inúmeras as possibilidades rápidas e seguras de você sair na frente dos concorrentes e ainda aumentar suas vendas.

4 – Clientes engajados

Manter contado com seus clientes por meio de malas diretas ou visitas de vendedores custa muito alto, não é mesmo?

Investir em marketing digital, trás inúmeras oportunidades para manter seus clientes engajados, como redes sociais, e-mail marketing e até mesmo o website da empresa.

São várias pontes para manter contato com os seus clientes, e o melhor, não é preciso grandes investimentos para manter todos atualizados sobre as novidades do seu negócio.

5 – Maior alcance, Melhores resultados

Você investe menos em marketing digital e alcança mais pessoas, isso quer dizer que sua empresa terá resultados melhores do que no marketing tradicional. Investindo em Inbound Marketing, por exemplo, você pode economizar muito do seu orçamento e obter um ROI (retorno sobre o investimento), contando com o auxílio direto das ferramentas corretas do marketing digital.

Por que investir em Facebook Ads? Veja 3 razões

As mídias sociais revolucionaram a forma como as pessoas e empresas interagem e se relacionam. O consumidor possui perfil cada vez mais ativo e exigente, refletindo diretamente na postura das empresas.

Seja para atrair novos clientes, qualificar o relacionamento com os atuais ou expandir a presença online, não há dúvidas quanto ao poder das redes sociais. Neste contexto, contar com a expertise de uma equipe de redes sociais, é a melhor solução para investir em Facebook Ads com tranquilidade e segurança.

Manter a Fan Page da sua empresa ativa e sendo gerenciada de forma profissional será fundamental para realmente engajar a audiência, aproveitar a verba disponível e obter resultados ao investir em Facebook Ads.

Listamos 3 razões para investir em Facebook Ads para sua empresa gerar novos negócios e acelerar as vendas. Confira!

Mais engajamento da sua página

Investir em Facebook Ads para sua empresa, nos dias de hoje em que a concorrências se mostra cada vez mais ativa, passa a ser fundamental para levar os produtos e serviços desenvolvidos por sua empresa a um maior número de pessoas, aumentando o engajamento destas com a sua página. Investir em Facebook Ads para sua empresa irá auxiliar também no aumento das visualizações orgânicas das suas publicações.

Mais tráfego para o site

Ao investir em Facebook Ads para sua empresa, será possível criar campanhas que geram e aumentam o tráfego do web site da sua empresa. Através de anúncios altamente segmentados, será possível estimular acessos para páginas específicas, de algum produto ou serviço, contribuindo para o conhecimento geral da sua empresa e, consequentemente, aumentando as conversões.

Novos clientes para a sua empresa

Quando você começar a investir em Facebook Ads para sua empresa, ganhará um alto poder de segmentação do serviço de anúncios do Facebook, aproveitando por completo os benefícios deste grande aliado na geração de novos leads. Para isso, conte com a expertise de uma agência de marketing digital que possua uma equipe especializada em redes sociais, para utilizar os diversos tipos de divulgação que a rede oferece, criando campanhas em formatos distintos de anúncios para diferentes objetivos, direcionando estas para o sucesso da sua empresa. Leia também “Como definir o público para campanhas de Facebook Ads?”

E você, gostaria de investir em Facebook Ads para sua empresa?

Caso você conheça algumas vantagens de investir em Facebook Ads e utilizar a gestão de redes sociais que não falamos nesta publicação do blog, compartilhe conosco na seção de comentários abaixo!

Não deixe de acessar nosso blog, aqui você encontrará dicas de gestão de redes sociais e muitas outras dicas de marketing digital para o seu negócio vender mais.

As cinco melhores dicas para transformar o cliente interessado em negócio fechado

Quando o assunto é marketing online, o grande foco do trabalho é captar clientes interessados e colocá-los em contato direto com sua empresa. Falamos sobre a importância de ter uma forte presença focada no seu público-alvo, utilizar recursos de geolocalização, manter o site sempre atualizado, além de manter as páginas da empresa nas mídias sociais sempre atualizadas. Mas, em termos de negócios, o verdadeiro sucesso deve ser medido pela conversão do contato em negócio fechado.
Você pode estar fazendo tudo correto até aqui, mas a partir do telefonema, outra fase no andamento da negociação é iniciada. Por isso, a SAPIENZA recomenda abaixo as cinco melhores ações para serem tomadas neste momento:

1. Responda as chamadas e ofereça informações adicionais

O primeiro e mais fácil passo para a geração de leads de sua campanha de marketing online é designar uma pessoa da equipe para o atendimento telefônico de forma pronta, rápida e eficiente. Treine este funcionário para que ele seja sempre prestativo, atencioso e educado ao telefone e desenvolva com ele técnicas de venda e persuasão. Ele precisa ainda estar super interado sobre os produtos, serviços e promoções da empresa.

2. Responda as mensagens de voz e e-mails prontamente

É fundamental que sua empresa tenha vários caminhos para o cliente interessado entrar em contato e receber as informações necessárias rapidamente. Para e-mails e formulários, a melhor dica é ter um sistema que retorne uma confirmação do recebimento da mensagem. A caixa de mensagens de voz deve ser constantemente conferida, quanto antes as mensagens forem respondidas, melhor. Para os contatos por escrito, as dicas de atendimento permanecem as mesmas – prontidão, respeito, cordialidade e conhecimento de todos os dados dos serviços e produtos.

3. Construa sua lista de contatos

Uma das coisas mais inteligentes que você pode fazer quando um cliente liga para sua empresa é adicioná-lo à lista de contatos da empresa. Se você estiver usando um sistema de e-mail marketing, solução de CRM, ou seu próprio banco de dados, sendo um cliente em potencial, você deve sempre ter algumas informações atualizada, como nome completo, e-mail, telefone e endereço, além dos produtos e serviços de interesse, a previsão para efetuar a compra e como ele ficou sabendo da sua empresa.
A simples ação de recolher estas informações pode ter um tremendo impacto no seu negócio. Isso significa que a qualquer momento, você vai poder voltar a oferecer produtos ou serviços para o cliente, bem como mantê-lo informado com dicas, ofertas, promoções, anúncios e muito mais. Ainda, saber como o cliente ficou sabendo da sua empresa, é importante para você avaliar a efetividade das suas campanhas de marketing.

4. Classifique os clientes e acompanhe os casos

É vital classificar o nível e o tipo de interesse dos clientes. Use as informações coletadas da sua lista para determinar em qual tipo de cliente ele se classifica – cliente de longo ou curto prazo, se ele está apenas pesquisando, qual o poder de compra, entre outros.
Uma vez que você tiver esta lista padronizada, é importante o atendimento caso a caso. Uma dica extra aqui é a manutenção do contato com os clientes de longo prazo – mantenha-os informados por meio de informativos, newsletters e contato telefônico esporádico.

5. Rastreie a origem

O mercado oferece hoje ferramentas confiáveis para o rastreamento, gravação e análise dos contatos telefônicos. Ative o rastreamento telefônico para todos os números estampados nas publicidades, seja online ou offline. Desta forma, você consegue medir quais peças estão de fato trazendo oportunidades para sua empresa. A análise de tráfego e conversão de sites irá ajudá-lo a entender a origem dos cliques.

Isso é essencial para determinar o seu ROI de marketing e melhorar todas as suas campanhas!
Sua empresa está aplicando todas estas táticas em prol de transformar clientes interessados em negócios?
Pense, analise, reveja e otimize a geração de negócios online de sua empresa!

Eu preciso de uma landing page para minha publicidade online?

A resposta é sim. Landing page é uma página de internet na qual você direciona os clientes que te acham na internet, seja por link patrocinado, rede de display, redes sociais, etc. Mas, qual é o tipo certo de landing page para você?

Muitos especialistas recomendam a criação de uma landing page para cada tipo de campanha que você está fazendo, com o objetivo de aumentar a conversão de seus clientes potenciais. Mas para muitos donos de negócios locais, o custo e o trabalho para manter as landing pages individuais podem não ser viáveis. Vamos mostrar algumas opções de landing page e seus benefícios para que você possa decidir qual é a ideal para seu negócio.

Criando uma única landing page:

Há muitos benefícios em se criar uma landing page para cada uma de suas campanhas de marketing online, por exemplo, você pode personalizar a palavra chave na sua campanha e direcionar para sua landing page para que ela tenha um retorno mais exato da campanha. Por exemplo, se você criar uma campanha sobre uma oferta especial, você pode criar uma landing page especifica para essa oferta. Isso cria uma experiência para o consumidor mais consistente que gera confiança, atrai mais visitantes e aumenta a possibilidade de você conquistar novos clientes. Se você está rodando uma campanha de search, tenha uma landing page que se relacione claramente com seus anúncios, isso pode ajudar a aumentar o índice de qualidade nos motores de busca.

Landing pages exclusivas também são ideais para as estratégias de publicidade mais complexas. Por exemplo, Unbounce recomenda o uso de landing page único, se você estiver executando os seguintes tipos de ofertas ou anúncios:

  • Ofertas promocionais segmentadas
  • Múltiplos produtos
  • Trafego de segmentação de fontes

Ter uma landing page especifica para diferentes tipos de campanhas ou promoções é especialmente útil para mensurar a efetividade de seus anúncios e também testar diferentes tipos de ofertas, mensagens, calls to action além de outros elementos que sua página de destino lhe permite acompanhar e modificar.

Use sua página inicial e também sua landing page

Por outro lado, fazer a manutenção de varias landing page pode demandar muito tempo e recursos que você pode não ter sempre. A página inicial do seu site já pode ser o local onde você tem o maior trafego online. Assim, essa pode ser uma ótima maneira de apresentar seu negócio para novos prospects que clicam em seus anúncios. Talvez você já tenha investido muito ao criar a página inicial do seu site, enquanto nas outras páginas do seu site você não conseguiu investir ou dedicar muito tempo. Muitas empresas locais trabalham para descobrir uma forma mais prática de aperfeiçoar suas páginas iniciais voltadas para a conversão e dedicam suas landing page para suas campanhas de marketing ao invés de criar uma página independente.
Mas, assim como uma página de destino única, sua página inicial precisa de elementos cruciais como uma mensagem específica e um call to action para converter visitantes em leads. Assim, é importante ter certeza que sua página inicial está otimizada para conversão, se você escolheu usa-la como uma landing page, isso pode fazer uma grande diferença em suas campanhas.

Construindo uma Paginas de destino efetiva

Não importa qual o caminho que você escolher, existe algumas maneiras para aproveitar seu site ou landing page ao máximo e otimiza-las para conversões. Ao adicionar alguns componentes-chave da página de destino para as páginas que você está direcionando o tráfego da Web através da publicidade e marketing on-line, você pode aumentar as conversões de seus visitantes. Aqui estão três ideias importantes a considerar:

  • Um número de telefone de destaque para a facilidade de contato
  • Um forte apelo à ação que seduz os visitantes para converter
  • A proposta de valor única que comunica o seu principal benefício

Como identificar um MQL (MARKETING QUALIFIED LEADS)?

O processo já é conhecido: você investe em nutrição e qualificação de leads para captar potenciais clientes e cria conteúdo para educar esse público. A ideia é tornar as pessoas mais conscientes sobre sua marca, seu mercado, seus produtos e seus serviços. Além disso, você se dispõe a solucionar um problema ou uma necessidade demonstrada ao longo do fluxo de nutrição.

Mas nem todos os leads que chegam até a sua empresa são potenciais clientes. Muitas são apenas pessoas curiosas, outras fazem parte da concorrência realizando benchmarking, ou há ainda aqueles que chegaram por acaso. Isso significa que você precisa qualificar seus leads para saber quais deles estão realmente interessadas e podem se tornar clientes. Em um termo mais simples, você precisa determinar qual é o perfil dos seus Marketing Qualified Leads (MQL).

Mas afinal, o que é um MQL? Descubra a seguir:

O QUE É UMA MQL E PARA QUE ELE SERVE?

A sigla MQL significa, em tradução livre, “lead qualificado de marketing”. Ele representa um lead já educado sobre a sua proposta de valor, que teve contato com a sua empresa por meio de conteúdos baixados, como webinars, download de ebooks e outros elementos da estratégia de Inbound Marketing. De forma geral, ele já conhece as suas soluções e sabe do que precisa.

O MQL está em fase de consideração das opções de solução — portanto, não há garantia de que ele vá mesmo negociar com a sua empresa. Claro que existem diversos fatores que influenciam nesta tomada de decisão, e por esse motivo, você precisa manter esse lead próximo e bem informado, acompanhar seu comportamento online para identificar suas intenções e então agir para levá-lo à conversão. Quando o MQL já está pronto para a compra, ele passa a ser um Sales Qualified Lead (SQL ou lead qualificado de vendas).

 

COMO IDENTIFICAR UM MQL?

Cada empresa tem um perfil dos marketing qualified leads, com base no seu negócio, mercado e público-alvo. Mas algumas características são encontradas em todos os nichos de mercado. Portanto, fique atento a esses sinais para determinar o que é um MQL para a sua empresa:

  • Um MQL reúne as características da persona da sua empresa, como os dados demográficos e comportamentais;
  • Ele já tem um histórico de interações com a sua empresa e, quanto mais interações, mais qualificada ela está para a compra;
  • O MQL já passou por pelo menos 50% da jornada do consumidor e já sabe do que precisa, está apenas considerando as opções;
  • Ele já visitou seu site, já navegou pelos seus produtos e serviços e tem uma opinião formada sobre sua empresa.

 

COMO DETERMINAR O QUE É UM MQL PARA MEU NEGÓCIO?

Por mais que MQL seja um lead qualificado de marketing, o perfil desse lead deve ser compatível com o perfil de cliente que chega no setor de vendas. Ou seja, deve estar alinhado ao perfil da SQL para que o funil de vendas da sua empresa seja mais ágil e eficiente. Caso contrário, você terá um furo bem no meio do seu funil de vendas, por onde várias oportunidades de negócios serão perdidas.

Mas, e como determinar esse perfil? Siga os passos abaixo:

  1. Defina as buyers persona do seu negócio em conjunto, colocando marketing e vendas para desenharem as características do seu cliente ideal;
  2. Promova o alinhamento entre marketing e vendas (o chamado Smarketing);
  3. Determine as características sociodemográficas das suas buyers persona;
  4. Identifique os conteúdos que, quando acessados, sinalizam um MQL;
  5. Defina um indicador-chave de performance (KPI) de acessos ao seu site para comprovar o interesse de uma lead por um produto ou serviço;
  6. Defina gatilhos (conteúdos) que sinalizem quando um MQL passará a ser um SQL;
  7. Reveja sua definição de MQL periodicamente, afinal, o comportamento do consumidor muda a todo momento.

Agora que você já sabe o que é um MQL, que tal saber mais sobre o fluxo de nutrição de leads e resultados com o Inbound Marketing?

CAMPANHAS EM MÍDIAS DIGITAIS: A MENSAGEM CERTA PARA O PÚBLICO CERTO.

Além de inovadoras, campanhas em mídia digitais têm um nível de imediatismo, personalização e mensuração que a tradicional não tem. É uma indústria que tem entregado resultados superiores e trazido cada vez mais dinheiro da mídia convencional.

O grande benefício das campanhas de mídia digitais é a possibilidade de monitorar e mensurar toda sua campanha, desde campanhas com objetivo de gerar reconhecimento da marca até campanhas com objetivo de venda online.

O primeiro passo é identificar qual o objetivo da campanha de mídia digital:

Gerar reconhecimento/empatia da marca: a campanha tem objetivo de aumentar a consciência sobre a marca. Indicadores de sucesso: cobertura e frequência alcançada;

Gerar lead: a campanha tem objetivo obter um contato novo através da campanha, podendo ser um cadastro, um e-mail enviado, um chat, um download ou uma ação específica. Indicador de sucesso: quantidade de contatos obtidos;

Gerar vendas: a campanha tem o objetivo de gerar venda, levando os usuários, através do clique na peça publicitária, à loja virtual para efetuar a transação. Indicador de sucesso: quantidade de vendas.

Possibilidades de segmentação de campanhas digitais

Demográfico: gênero, idade, renda, grupo étnico, profissão, estado civil e tamanho da família;

Geográfico: localização geográfica do usuário, baseado na informação cadastral ou por IP do computador;

Behavioral targeting: por comportamento. Cria-se um grupo com interesse e comportamento em comum e apresenta-se campanhas específicas a cada grupo;

Contextual: apresentação de um anúncio cuja mensagem principal está relacionada ao tema principal do site onde está se veiculando;

Remarketing: veicular campanhas para os usuários que visitaram seu site anteriormente e exiba para eles anúncios relevantes quando visitarem outros sites;

Search: atingir o usuário no momento de pesquisa através de palavras-chaves.

Cobertura e Frequência de campanhas em mídias digitais

A cobertura é o número de pessoas que foram impactadas pela mensagem da campanha de mídia digital. A frequência de comunicação é o número de vezes que em média um único usuário foi impactado no período da campanha. Nesse caso, um número baixo pode comprometer a eficácia da mensagem, pois facilmente será esquecida. Já um número muito alto pode irritar o usuário com a insistência da mensagem.

Definindo o budget e o plano de mídia digital

A maioria das campanhas já tem um budget definido, mas em alguns casos poderá ser sugerido baseado na pesquisa que se faz dentro do objetivo da campanha.

No caso de campanhas digitais baseadas em venda online, o budget pode ser alterado a todo instante, dependendo do retorno que se tem da campanha vigente.

É importante lembrar que a mídia é muito mais que a seleção de sites relevantes. Um plano de mídia deve incluir detalhes como:

– Páginas exatas do site;

– Período da veiculação;

– Posição do formato na página;

– Volume contratado;

– Estimativas de tráfego a ser gerado;

– Preços;

– Segmentações.

Entregando a mídia contratada

Os veículos utilizam adserver para o controle da entrega da mídia contratada, porém é prática comum por parte da agência utilizar um adserver próprio de controle da campanha digital, para que assim consiga monitorar não somente os resultados, mas também as entregas.

Monitorando e potencializando a campanha

Na mídia online todo investimento feito pode ser monitorado, do clique na peça publicitária até a venda efetivada. Um adserver permite que os anunciantes saibam exatamente quanto tem de retorno por clique gerado.

O adserver deve:

– Rastrear cada link na campanha;

– Rastrear cada entrega (impressão) da campanha;

– Usar cookies para rastrear atividades dos usuários durante a campanha de mídia digital;

– Rastrear as vendas vindas da campanha;

– Monitorar todos os relacionamentos, durante e depois da campanha.

PROJETO VISUAL DE SITES: A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA.

Projeto Visual de Sites

Essa é a melhor forma de explicar a sensação de um potencial cliente entrando no site de sua empresa. Com uma concorrência tão alta no mundo web, um site com aparência ruim confere uma relevante perda de credibilidade de sua marca, prejudicando todo o seu negócio, por isso a importância de um projeto visual.

Assim como uma loja física, a recepção do usuário em seu site tem que ser a melhor possível. Sua vitrine deve estar organizada, seus produtos dispostos de forma simples, tudo em harmonia, valorizando a estética e o conceito de sua marca. Um bom exemplo é a própria Apple, que fabrica produtos de altíssima qualidade, mas nem por isso deixa de conferir o mesmo rigor e apreço estético em sua loja física ou virtual.

Toda a concepção da plataforma virtual tem como objetivo causar uma excelente primeira impressão ao usuário, por isso um bom projeto visual de sites é sempre importante. É com essa impressão que o usuário vira cliente, e esse cliente acaba por prospectar outros através das redes sociais. A sua plataforma, portanto, não pode prescindir de uma navegação agradável, de uma aparência convidativa e da simplicidade no acesso de conteúdo e exposição de produtos.

Com a velocidade do crescimento da internet, onde há 10 anos os monitores eram de tubo e tinham 15 polegadas, o Google ainda não existia publicamente, a necessidade de manter seu site moderno e atual é obrigação e tem que ser contínua. As ferramentas usadas para o desenvolvimento mudam, os computadores mudam a tecnologia muda, a forma de interagir muda e, consequentemente, a forma de vender na web também muda.

A internet dá suporte para que milhares de pessoas conheçam o seu negócio, muito mais do que qualquer loja física. Um bom projeto visual transparece confiança e credibilidade na hora da escolha. Uma plataforma funcional, simples e convidativa amplia a atuação da sua empresa e a prospecção de clientes do seu negócio.